Ligue: (41) 99122-3071

PM celebra formação de novos 93 aspirantes da Polícia Militar para atuação em todo o Paraná

A formatura do Aspirantado 2019 nesta sexta-feira (05/07) concluiu a etapa de ensino de 93 policiais e bombeiros militares que há três anos ingressaram no Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar.

Agora, na condição de aspirantes a oficial, serão enviados a unidades da Corporação de todo o estado para incrementar ações e procedimentos. A cerimônia foi presidida pelo secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, coronel Romulo Marinho Soares, na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais.

A Banda de Música da PM entoou os tradicionais hinos e levou emoção aos formandos e familiares que estavam na cerimônia. Trajados com a farda de gala branca, os aspirantes fizeram uma entrada triunfal ao pátio da instituição de ensino, onde ao longo de três anos desempenharam diversas atividades físicas e teóricas sobre a doutrina de segurança pública da Polícia Militar.

Durante o discurso, o Vice-Governador do Estado do Paraná, Darci Piana, falou sobre a preparação que os cadetes receberam durante tempo que permaneceram na Academia. “Fico muito feliz de saber que daqui alguns anos nós continuaremos a ter comandantes da mesma qualidade que temos hoje, porque vocês estão preparados para isso graças às instruções que aqui receberam”, disse. “Em nome do Paraná agradeço àqueles que se propuseram a ajudar e a contribuir para que vocês estivessem aqui hoje, como Aspirantes a Oficiais para defender a nossa gente do Estado do Paraná”, complementou.

“Esse é um momento de festa aos Aspirantes, para os seus familiares, mas também é um motivo de regozijo para a própria Polícia Militar por ver uma nova geração se levantando, abraçando os nossos valores, a nossa legislação e a história construída por aqueles que vieram antes deles e preparando o futuro da nossa Instituição”, disse o Comandante-Geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Péricles de Matos.

Para o Comandante da APMG, coronel Ronaldo de Abreu, é emocionante participar dessa importante fase dos Aspirantes, pois há 30 anos era ele quem estava iniciando a sua carreira na PMPR. “É importantíssimo essa reciclagem, essa renovação, dos nossos oficiais dentro da Corporação. São aspirantes que tem fibra, coragem, garra, com vontade de participar e de ser pró-ativos na segurança pública. Tenho certeza absoluta que eles estarão sempre à disposição da comunidade paranaense e vão executar um excelente trabalho” disse.

As arquibancadas instaladas para acomodar os convidados e familiares focaram lotadas. No palanque de autoridades, o Alto escalão da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária presenciaram a finalização da etapa de formação dos cadetes, que agora passam a integrar unidades operacionais e seções administrativas de todo o Paraná.

Após cinco concursos, o aspirante Wagner Rocha de Oliveira, conseguiu realizar o sonho de ser policial militar. “Essa formatura tem um significado muito grande, comemorando esse momento com a minha família. É um orgulho pertencer à Polícia Militar do Paraná após um longo período de formação. Sou o primeiro da família a ser policial militar, era um sonho de infância, sou nascido em Foz do Iguaçu e agora vou retornar a minha cidade para trabalhar”, disse.

Ao longo da permanência na Academia do Guatupê, os aspirantes desenvolveram habilidades e técnicas essenciais para levar a carreira policial militar. Instruídos com conhecimento e experiência dos seus antecessores, também aprenderam que abnegação, sacrifício e determinação são valores que devem nortear decisões que farão ao longo da carreira.

A aspirante Rafaela Silva já fazia parte do quadro de Praça da Polícia Militar, é filha de policial militar e estudou no Colégio da PM. “Desde criança convivo no meio policial e agora chegar ao posto de Aspirante à Oficial é muito gratificante e emocionante”, disse. “Foi uma fase muito difícil, mas após esses três anos nos transformamos em uma grande família”, complementou.

“É um grande baque vir da vida civil e entrar na vida militar com uma rotina totalmente diferente, com todas as obrigações e responsabilidades que a carreira militar estadual impõe”, disse o aspirante Corpo de Bombeiros, Gabriel Vinicius Medeiros Oliveira. “Tivemos que nos superar em vários aspectos, físicos e psicológicos, e também tivemos que ficar longe da família, mas após três anos, conseguimos a vitória e concluímos com êxito a formação”, finalizou.

Com familiares que também fazem parte do quadro da Polícia Militar do Paraná, a aspirante Taísa Caroline Nabozny Rodrigues, ficou sem palavras para descrever a felicidade de estar conquistando um sonho. “Desde pequena tive o exemplo na família e eu pude sonhar e agora conquistar o que eu sempre quis. Isso aqui não tem valor que pague e eu não consigo nem expressar o que é essa sensação maravilhosa de conquistar um sonho de criança e conquistar a minha espada, é realmente indescritível”, disse.

DEDICAÇÃO – Desde o processo seletivo até as últimas atividades como cadete, os formandos foram avaliados e destacados em colocações de acordo com o desempenho. O primeiro colocado da turma, cadete bombeiro Lucas Ruiz Merchi, ostentou o estandarte da APMG ao longo do período de formação e, num ato solene, o entregou ao primeiro colocado do segundo ano do CFO, cadete policial militar Jonas da Silva Amaral.

Os três primeiros colocados dos quadros da Polícia Militar (cadetes Felipe de Souza Ciniciato, Vitor Luiz Dias e Fernanda Andrade Santos) e do quadro do Corpo de Bombeiros (Lucas Ruiz Merchi, Zavan Gregori Carraro e Marxoel Ferreira de Almeida) foram condecorados pela exemplar dedicação aos estudos.

Eles foram cumprimentados pelo Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, pelo Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes, pelo Comandante da APMG, coronel Ronaldo de Abreu e pelo Secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, coronel Romulo Marinho Soares.

Em dado momento da formatura, os cadetes depositaram numa grande caixa o espadim, arma símbolo do cadete, que carregaram ao longo da etapa de estudos. Depois, perfilados diante de uma imensa plateia, eles receberam das mãos de seus padrinhos a honrosa espada, arma do oficial, que simboliza o comando e a devoção à Corporação.

HOMENAGEM – O nome escolhidos para nomear a turma de Aspirantado 2019 é do tenente Caio Gustavo Lopes da Silva. A escolha partiu do exemplo de serviço e devoção ao serviço policial que o tenente Lopes deixou aos formandos, que na época em que ingressaram na Corporação como cadetes, em 2016, tinha o tenente como veterano e um exemplo. A trágica morte ocorrida em um acidente de trânsito enquanto se deslocava para assumir o serviço em União da Vitória, marcou a todos e fez que seu nome fosse honrado e eternizado na memória dos formandos. Os familiares do tenente Lopes receberam aplausos e uma homenagem da Polícia Militar.

Fonte: Secretaria da Segurança Pública e Adm Penitenciária